unnamed (2)

Brincadeiras a parte, rs, muitas pessoas aqui nunca devem ter ouvido falar do termo intraempreendedor, acertei?

Intraempreendedorismo vem do termo “Intrapreneur” do inglês, que significa ser um empreendedor interno, ou seja, atuar dentro de uma organização já existente.

Aqui na Digital Labs, definimos o conceito de empreender como: “realizar, fazer, ter a capacidade de inovar, enxergar a situação com outros olhos, transformar, criar e executar oportunidades.” (trecho do texto O que é empreendedorismo? publicado em nosso blog)

Essas são as características principais de um empreendedor e normalmente, por ter vontade de inovar e transformar, o empreendedor acaba abrindo seu próprio negócio, se tornando um empresário. Porém, o que gostaria de frisar aqui é que não é necessário abrir seu próprio negócio para ser um empreendedor, há diversas outras formas de realizar e fomentar essas ações, como por exemplo, dentro do seu atual trabalho.

O intraempreendedor é a pessoa que procura fazer a diferença dentro do seu ambiente de trabalho, é aquele que está em constante observação e sempre que possível traz novidades e melhorias para a organização, gosta de correr riscos, se destaca em meio a outros colaboradores, é uma pessoa de atitude e que muitas vezes acaba se tornando também um líder. É muito importante lembrar que intraempreendedores não trabalham sozinho, é essencial ter um time competente e unido que possa trabalhar em conjunto com as ideias, muitas vezes inovadoras, propostas pelo líder empreendedor.

As características entre esses dois profissionais são muito similares, diria até que são as mesmas, porém, há uma grande diferença entre eles: os objetivos e metas finais são completamente opostos. O intraempreendedor possui a mesma vontade de mudar e fazer a diferença que um empreendedor, no entanto, ele acredita que pode fazer isso dentro da organização em que já trabalha, acredita no potencial de mudança interna que reflete nos resultados finais da empresa.

Muitas organizações tem buscado funcionários com perfil intraempreendedor, pois empresas que tem colaboradores persistentes, dedicados, confiantes e pró ativos levam vantagem no mercado de trabalho. Antigamente as organizações não percebiam a relevância desse profissional em seu time, porém, hoje em dia as empresas tem notado a importância de oferecer um ambiente que proporcione liberdade para que seus funcionários estimulem a criatividade, se destaquem e incentivem a liderança.

Não pense que ser um intraempreendedor é mais fácil ou mais cômodo do que ser um empreendedor que possui um negócio próprio. Empreender dentro de uma empresa já consolidada é um grande desafio, é necessário quebrar barreiras e estar sempre buscando a evolução através de atitudes inovadoras, trazer o diferente para dentro de uma organização onde tudo está ocorrendo bem significa correr riscos. Porém, para se destacar no mercado é necessário correr esses riscos e estar em constante evolução e o intraempreendedor é a pessoa que contém essa motivação, que no final do mês consegue fazer a diferença agregando valor no produto final da organização.

Eu diria que empreender é um estado de espirito, ou seja, é necessário ter o espirito empreendedor em todas as atitudes do seu dia a dia, essas características devem estar presentes no sua índole pessoal, não apenas no seu perfil profissional. Arrisco dizer também que as pessoas que contém essas características serão as responsáveis pela mudança do nosso futuro, acredito muito no potencial dos empreendedores e intraempreendedores e na diferença que eles podem fazer em nossa sociedade!

Empresas, atenção dobrada em seus colaboradores, eles são a chave para o seu sucesso!

Ruana Godoy

About Ruana Godoy

Bacharel em Relações Públicas pela Unesp, possui excelente experiência em comunicação digital, produção de eventos e empreendedorismo. Aquariana com ascendente em aquário, é apaixonada por liberdade, viagens e gastronomia.